Contos de Fadas e os consumidores atuais, parte um - A Branca de Neve

terça-feira, 24 de maio de 2016 | Postador por: Maya

Hoje começamos nossos posts sobre como os contos de fadas podem nos influenciar até a vida adulta. Para começar, vamos falar de uma das princesas mais clássicas e conhecidas no mundo inteiro, quem aqui ama a Branca de Neve?

arte by:Grégoire Guillemin 
Quem pensa que Branca de Neve foi pura e inocente se engana. Na opinião de psicanalistas que analisaram o conto (informações retiradas principalmente de matérias sobre o assunto, com citações de Diana Mário e Corso), a menina cresce para travar uma disputa mortal com a mãe (no original a mãe, na versão da Disney a madrasta) e cai em tentações para se tornar atraente.

Segundo a psicóloga Drª Wilma Nubiato Santesso, a mãe sente ciúme da beleza da menina, ou melhor, a menina sente ciúme da mãe e transfere para ela seus desejos de vê-la morta.

Quando pequenas, as meninas sonham em ser como a mãe, usar maquiagem, salto e roupas bonitas. O mesmo acontece com Branca, que cai nas armadilhas da bruxa acreditando que ficaria mais atraente com o espartilho (que a sufoca) e com o pente envenenado. Isso relata o desejo da adolescente superar a mãe.

Na versão dos irmãos Grimm, a mãe de Branca de Neve espeta o dedo com uma agulha. Gotas de sangue caem na neve e despertam um desejo: Ter uma filha branca e rosada. De repente, ela fica gravida e dá a luz a uma menina.

Ao longo das décadas, milhares de crianças foram afetadas por esse encanto que a Branca de Neve exala em todos. Assim como na história o branco puro da garota (que remete principalmente a inocência) junto com o vermelho dos grossos lábios e da fruta proibida (a sexualidade e o errado) , conquista a todos despertando seus desejos ocultos. Mesmo sem perceber, as pessoas se espelham na história adquirindo qualidades e defeitos dos personagens. Claro que, tudo bem oculto. Já sabemos a psicologia que há por traz da história da Branca de Neve, vamos agora desvendar como, de algum modo, as pessoas acabam encarnando um pouco da personalidade desses personagens.


• A garota não tão inocente assim


Fazendo uma comparação, a Branca de Neve de hoje em dia é aquela garota que, para ser mais bonita e bem sucedida “se solta” das asinhas as mãe. É o tipo de garota que amadurece rápido, começa a usar maquiagem e roupas de mulher mais cedo, mas, aos olhos da maioria, não perdeu sua inocência.

Ela é livre, se arruma, tem aqueles seus admiradores que sempre estão disponíveis para ela (os anões), conquista todos, mas mesmo assim não abre mão de ter a mãe por perto. Afinal, se ela não estiver lá, não haverá o comparativo que ela tanto busca.

Outro lado que devemos abordar, é que esse tipo de garota busca ser melhor também nos afazeres domésticos, principalmente quando a adolescência chega. Mostrado a todos que, a sua perfeição é ainda mais abrangente do que se imagina.

• A mãe vaidosa


A mãe é a mulher que não quer ver o tempo passar, faz de tudo pra se sentir jovem e bonita. Mesmo que o preço seja alto. É a garota Branca de Neve crescida. Busca sempre a superioridade, mas se sente cada dia mais superada.

Há dois caminhos para esse tipo mulher, ou ela vai querer se sentir jovem e para isso vai consumir produtos que não se encaixam com a sua idade travado um luta oculta com a filha, ou ela vai se entregar e viver lamentado o fato de não ser mais a melhor, se queixando sempre que quando ela era jovem era a mais bonita, mais inteligente, mais prendada. Ela vai viver desse seu passado, e querendo viver indiretamente a vida da filha.

• O Pai/Caçador


O pai é o tipo de homem que deixa tudo nas mãos da mulher. Trabalha o dia inteiro e é pouco participativo em casa. Cumpre apenas as suas funções que lhe são incumbidas (a maioria das vezes pela própria mulher). Não toma nenhuma decisão sozinho.

Não é ele quem compra os produtos essenciais para a sua existência, nem coisas para ganhar status. Ele consome produtos que lhe dão pequenos prazeres no dia-a-dia, como uma televisão grande, ou um carro eficiente.


E ai gente, o que acharam desse post com a primeira princesa? Perdeu a explicação? Então clica AQUI. Semana que vem a princesa escolhida é: CINDERELA. Ansiosos?

Continuem acompanhando que essa semana ainda tem post, só que sobre outros assuntos.

Beijoooos

3 comentários:

  1. Olha eu aqui de novo!
    Achei bem interessante a psicologia que existe por trás do conto da Branca de Neve. É mais ou menos assim mesmo. E jamais tinha pensado ou visto dessa forma, mas é assim, somos influenciados desde muito pequenos, nas influências não conseguimos perceber até onde é bom ou tóxico para nós mesmos. Espero pela psicologia da Cinderela.

    Beijos
    Karolini
    www.womenrocker.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você esta gostando, nos esforçamos bastante nas pesquisas. <3

      Beijooos

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...