O exercício de ser alguém melhor

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 | Postado por: Bela


Exercício: substantivo masculino
1. ato de exercer ou exercitar; uso, prática.
2. atividade que se pratica para aperfeiçoar ou desenvolver uma habilidade, qualidade, capacidade etc.
"e. de datilografia"

Vamos pensar em uma dieta. Um dos primeiros conselhos que você provavelmente ouvirá é ‘’Não pense em começar na segunda. Comece agora!’’. Pois bem, foi assim que um belo dia eu pensei ‘’Hoje eu paro de julgar as pessoas e de mente e de... (a lista de coisas que preciso arrumar é grande)’’ e eu percebi o seguinte:
  • O ser humano gosta de falar mal dos outros.
  • O ser humano gosta de se imaginar superior aos outros.
  • Julgar aqueles que são diferentes do que é considerado ‘’normal’’ dentre as normas dos bons costumes é um hobbie.
  • ‘’The White Lie’’ (ou como eu chamo: mentira suave) é aceito na sociedade para não se tornar um inconveniente.
E fugir disso tudo é o exercício. Começou com os ‘’E aí, tudo bem?’’, geralmente eu só respondia ‘’Tudo e você?’’ e bom, eu geralmente ando nas bad vibes, mas o estranho do prédio não quer e não precisa saber. Então comecei a me esquivar e partir para o ‘’e você?’’ direto. Sei que não é a melhor saída, mas estou trabalhando nisso.
Quando alguém vem puxar assunto com um ‘’Nossa! Olha o tamanho daquele vestido daquela mulher! E ela nem tem o corpão para usar isso.’’ eu me tornei a protetora da pessoa ‘’Hey, ela deve estar se sentindo muito bem com ele, ou só feliz por usar algo que goste. Cada um tem seu estilo e sua forma de mostra-lo.’’. Assistir aquele programa Take it or Leave it é meio complicado, porque quase sempre eu defendo que as pessoas deveriam se expressar visualmente da maneira que a deixasse feliz consigo mesma. É isso que importa, certo?
No começo eu percebia que meu cérebro já julgada o diferente logo no começo e um post no Tumblr me fez perceber que isso se deve ao fato de vivermos em uma sociedade que quer todo mundo parecido (e eu perdi o post para postar aqui). E a própria história da humanidade confirma que não sabemos lidar com a fodendo diferença. Então, por mais que o primeiro passo seja julgar, o segundo é a aceitação. Afinal, cada um tem a sua maneira de se tornar um individuo único nesse mundo.
Nesse meio tempo, acabei decidindo por ser uma pessoa mais simpática. E acredite, mandar uns bons dias, boas tardes e boas noites não vai fazer mal a ninguém e de vez em quando se ganha um sorriso de volta. As vezes tenho que colocar a timidez de lado e me virar para a pessoa estranha que a etiqueta da camisa está pra fora. São as coisas mais simples que podem tornar o dia do outro diferente.
Seja sincero com o ser humano ao seu lado e não tenha medo de apontar suas opiniões, as vezes são as suas ideias que precisam ser revisadas e outras pode ser você que abrirá a mente do outro.
Talvez, de pouquinho em pouquinho, poderemos tornar a sociedade um pouquinho melhor ;D

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...