Qual problema em ser confiante? Momentos e mulheres importantes em 2015

terça-feira, 29 de dezembro de 2015 |

Me responde sinceramente, do you fight like a girl? Digo isso, pois 2015 foi o ano em que mais pude ver o poder da mulher ser valorizado. Não apenas na mídia televisiva, mas nas redes sociais, cinema, youtube, etc... WE GO GIRLS.

Como começar um texto falando sobre confiança e feminismo ao mesmo tempo, sem parecer mais um texto clichê de retrospectiva ou até mesmo apenas uma lista, apontando isso e aquilo? Esse foi o meu maior problema.


O começo de 2015 já foi bapho, quem imaginaria? Globo de Ouro, chegou rasgando feminismo tendo Amy Poehler & Tina Fey como apresentadoras. E já que estou no quesito premiações, alguém por favor, me diz o que foi aquele discurso da Patricia Arquette, no Oscar? D I V A.

Agora, tenho que dedicar esse paragrafo a duas mulheres inspiradoras. Primeiramente, Shonda Rhimes, sei que vivemos uma relação de amor e ódio por tudo o que você fez (vulgo, adios McDremmy), mas é impossivel não adimirar a incrivel mulher e roteirista que você é, sempre colocando nós, mulheres no topo, fazendo com que sejamos vistas. Falando em Shonda, não tem como não falar em Viola Davis, uma mulher incrível que em 2015 se tornou a primeira mulher negra a ganhar o prêmio de melhor atriz em série dramática em 67 anos de existência do prêmio Emmy, por seu papel em “How To Get Away With Murder”. (Chorei com o discurso dela? chorei)


Como entrei no tema televisão, vamos falar um pouco sobre isso agora, já que esse ano fomos apresentados devidamente nesse post anterior: HELLO, finalmente tenho alguém quem representa uma parte de mim? Tudo bem, existem trocentas personagens feministas fortes, mas Jessica Jones chegou com tudo. E chegou jogando na cara da sociedade assuntos como relacionamentos abusivos (inclusive o familiar), estupro e abuso psicológico. E uma coisa que me chamou atenção: Finalmente uma personagem real, que bebe, fala palavrão e mostra que mulheres não são de "mimos"o tempo todo. Netflix <3


No paragrafo acima falei de relacionamentos abusivos, então vamos lá, como explicar isso da melhor forma que o vídeo da nova diva do YouTube JoutJout? Ela disse tudo que, nos mulheres fortes e independentes, temos vontade de falar para todas as mulheres do mundo: VAMOS DIZER NÃO AO RELACIONAMENTO ABUSIVO. Uma outra grande mulher, na mídia que fez isso muito bem foi a Clarice Falcão, que usou e abusou do batom vermelho no seu clip e lançado esse ano.




Falando de grandes brasileiras, como não citar Pitty? Sempre se mostrando uma grande ativista na causa das mulheres, esse ano para mim foi especial quando ela simplesmente respondeu um comentário preconceituoso com essas palavras. (Como diria aquela musica? deixou todo mundo BABABNDO)


Pra deixar o ano ainda mais significativo (e polêmico, no bom sentido) rolou a hastag #meuprimeiroassedio criada por uma ONG, que, após comentários nada legais sobre uma criança que participava do reality show Master Chef Kids, incentivou as pessoas a revelarem os primeiros assédios que viveram. Foram tantos depoimentos que nos fizeram encher os olhos de água e repensar sobre o abuso e machismo presente na nossa sociedade.

Que Emma Watson sempre foi muito reservada, isso todos sabemos, que a amamos pelo simples fato de sua existência isso vocês também já devem saber. Agora como não admirar uma pessoa que usa de sua forte imagem com o publico feminino e masculino para poder ajudar a acabar com o preconceito? Bom, foi isso que ela fez com a campanha "HeForShe" apresentada na ONU, que cada vez mais ganha apoio de todas as partes do mundo. Acho que o mais impressionante no o discurso é que alem de ser totalmente sincero e motivante, mostra igualdade entre os sexos, sem diminuir nem um dos lados.


Agora, voltando um pouco para o cinema, sei que temos personagens incrivelmente fortes como Katniss da saga Jogos Vorazes para poder nos mostrar um caminho de luta e força da nova mulher no cinema, mas este ano foi diferente. Por que? Este ano fomos apresentados a srt.Rey de Star Wars. Uma mulher forte, que aprendeu a se cuidar sozinha sem a ajuda de ninguém, cresceu sozinha em um deserto e sabe bem se defender, mostrando que não precisa de ninguém segurando sua mão pra poder correr.



Como iria conseguir finalizar o texto falando sobre a minha auto confiança, se eu mesma tenho trabalhado em melhorar isso? De verdade, sempre tive minha confiança e estima baixa, mas isso fica pra outro post quem sabe? Por que, quero falar realmente da minha inspiração a seguir em frente e tentar ganhar um pouco mais de confiança: DEMI. Sim, ela mesma, depois de toda sua luta, ela se tornou uma referencia para muitas pessoas, mas para mim especialmente foi esse ano, quando ela se aceitou do jeito que é, não tendo vergonha de mostrar suas curvas, seu corpo. YOU GO GIRL, um dia eu chego lá e se você esta na mesma, você também chega, afinal, olha quantos exemplos a seguir nós conseguimos em apenas um ano. E quem imaginaria que a mulher ganharia tanto destaque como é hoje tem hoje em dia? uhauhauha



Poderia escrever mais e dar mais exemplos de grandes mulheres de 2015? Siiim, mas acho que por hoje é tudo pessoal.

Beijos

3 comentários:

  1. Amei esse post porque acho o tema super pertinente e importante de ser tratado. Fiquei chocada quando ouvi a música da Clarice. Eu amo as músicas dela, e com essa não foi diferente. Essas mulheres nos representam ! Ahhh, o blog de vocês é lindo, não posso deixar de elogiar o capricho e a organização. Um dos melhores que já visitei...por isso que já estou seguindo e tudo ♥

    ResponderExcluir
  2. O exemplo de mulheres confiantes pra mim com certeza é a Emma Watson, a Demi e a mais rcente personagem Rey do Star Wars realmente.
    O discurso da Emma foi demais, um exemplo de mulher não somente linda, mais inteligente e sábia.
    "Não devemos ter medo de ser confiante, apenas enfrente e seja".
    Amei a post!!

    Bjo carinhoso da Kaa
    • Senhorita Inspiradora

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do post! Realmente, o feminismo emplacou o ano de 2015 com tudo. Quem poderia imaginar que as críticas a respeito do tema "mulher", tanto positivas quanto negativas, pudessem ter tanta repercussão nesse tempo. Espero que esse ano de 2016 possa ser melhor ainda em conquistas femininas.

    http://womenrocker.blogspot.com.br/
    :*

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...