As mil faces de uma mesma Cinderela

terça-feira, 18 de agosto de 2015 | Postador por: Maya

Quando falamos de Contos de Fadas, geralmente lembramos daquela versão feliz e animada que vemos da Disney, é difícil imaginar que em seus contos originais, a realidade não é tão “feliz” assim, essas histórias já sofreram incontáveis alterações através dos anos (vou tentar manter o foco, juro! Esse tema de histórias originais vai pra outro post). Mas nós adoramos ver a história de superação de nossas heroínas da infância de qualquer forma, né? Acredito que grande parte dos conceitos de certo e errado nós aprendemos com essas histórias que chegam até nós quando crianças, seja como desenho animado, filme, programa de TV, etc...


Como uma rainha nunca perde sua majestade, uma boa história nunca é esquecida. Reinventar sempre é preciso e isso é uma das coisas boas da vida (ou nem tanto, depende do ponto de vista, eu sei). Fazendo uma busca, querendo assistir algo novo, acabei me deparando com algo muito interessante: QUANTAS VERSÕES EXISTEM DE CINDERELA! (“Gata Borralheira” para os íntimos)

Talvez uma das princesas mais famosas e adoradas, esta querida já teve sua história contada diversas vezes no cinema, televisão e livros. Acredito que sua versão mais popular continua sendo a animação da Disney, mas não podemos esquecer que sua versão original saiu de um conto antigo.

Buscando por Cinderela no “filmow” você vai encontrar mais de 20 filmes baseados na história desta jovem, que geralmente perde seus pais cedo e tem que lidar com sua madrasta e duas irmãs malvadas, mas enfim esses são algumas das adaptações que mais marcaram minha memória.


O que acho mais curioso é que por mais diferente que cada história seja, existe sempre uma força de superação escondida ai para ser mostrada, algo muito importante que muitos não veem e pensam que Cinderela está apenas esperando para ser salva pelo seu príncipe. Afinal, quem decidiu ir ao baile? O único dia que as malvadas não iriam estar lá, poderia muito bem aproveitar para ficar de preguiça. Quem tomou coragem de ir dançar com o príncipe? (Se fosse eu, não iria...fala sério. Morreria de vergonha) Acordar todo dia para ajudar na casa e ainda escutar gracinhas alheias, só para ter onde dormir e ter o que comer... vemos isso hoje em dia em muitos lugares, não é? (Certos empregos...).

Os tempos foram mudando, e as versões de Cinderela também, se adaptando aos tempos modernos, mas a história nunca vai deixar de ter certos pontos atuais.

E ai, gostaram? Quero a opinião de vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...